Resultados de 2007

ANGOLA | Caixa de Costura

Presente Solidário 2007 para Angola295 PRESENTES ANGARIADOS

PARCEIRO NO TERRENO | Irmãs de São José de Cluny

No total, a campanha Presentes Solidários 2007 conseguiu angariar um total de 295 Caixas de Costura que foram entregues pelas Irmãs São José de Cluny.

Estas caixas de costura são um instrumento precioso para as mulheres poderem abrir os seus próprios negócios e assim combaterem a discriminação de género que sofrem na sociedade.

 

 

Irmã Maria José Matos

Saudosos e estimados benfeitores,

Em nome de todos os nossos beneficiários da Caixinha de Costura para Angola – Malanje, queremos agradecer a vossa generosidade, atenção e disponibilidade em querer colaborar connosco trabalhando com o vosso sacrifício para nos ofertar as caixinhas de costura. Com esta tão significativa oferta as nossas alunas que frequentam os Centros de Costura congratulam-se e reconhecem o vosso esforço neste projecto de beneficência a quem mais precisa.

A caixinha conta com tesoura, agulhas, linhas e fita métrica, comprados no mercado de Luanda. As nossas aprendizes são crianças, jovens e mamãs que frequentam os Centros de Costura. Sentem-se felizes por serem contempladas em receber estes meios de trabalho que lhes vão facilitar a vida aprendendo, encontrando formas de obter o seu ganha-pão de cada dia ou aplicar a aprendizagem no seu meio familiar. Os meios de utensílio da costura são muito escassos aqui na região de Malanje e nem sempre aparecem no mercado.

As beneficiárias mostram bastante interesse em aprender e reconhecem o esforço de quem nos tem ajudado, benfeitores e Fundação Evangelização e Culturas, que tudo fizeram para que este sonho se tornasse realidade. Em nome de todas as contempladas, agradecemos reconhecendo a vossa amizade e carinho.

FOTOS DA ENTREGA DOS PRESENTES – ANGOLA 2007


GUINÉ-BISSAU | Tijolos

 

Presente Solidário 2007 para a Guiné-Bissau250 PRESENTES ANGARIADOS

PARCEIRO NO TERRENO | Missionárias do Espírito Santo

Os 250 conjuntos de 24 tijolos angariados pela Campanha Presentes Solidários 2007 foram uma importante ajuda para a ampliação dos Centros de Desenvolvimento Educativo em Calequisse, na Guiné-Bissau.

A aposta nas infraestruturas educativas continua a ser uma prioridade na Guiné-Bissau e nestes Centros Educativos estão disponíveis muitos recursos e ainda se promovem inúmeras actividades de âmbito educativo e sócio-cultural.

 

Ramalho da Silva

Eu, Ramalho da Silva, natural e residente em Calequisse, gostaria de agradecer a iniciativa da construção da biblioteca de Calequisse. Porque esta iniciativa vai contribuir para o desenvolvimento educativo nesta localidade, não só para os alunos, mas para o público de Calequisse em geral.

A importância da Biblioteca é que vai multiplicar o conhecimento das pessoas, permite-nos descobrir várias coisas que estavam fora do nosso conhecimento, assim como as histórias dos nossos antepassados. Razão pela qual tentei exprimir estas minhas poucas palavras de agradecimento à entidade financiadora desta obra, Missão Católica e Direcção do Liceu Daniel Brottier, com o empenho que têm feito para a conquista deste sonho.

 

Flaviano Correia

A Biblioteca é muito importante e é um arquivo que nunca desaparece. Por outro lado, a Biblioteca é um velho que sabe muito bem a história da vida. Depois do funcionamento da biblioteca nos últimos dois anos (numa pequena sala em instalações antigas), temos alguns aproveitamentos por parte de pessoas da sociedade de Calequisse, portanto começamos a ganhar algumas oportunidades de ver e saber aquilo que sabemos.

Esta biblioteca vai trazer desenvolvimento para esta região. Mudamos com as mudança de mentalidades, temos ocupação a descobrir as coisas do mundo moderno em termos de globalização e integração. Por outra parte, como as tabancas (aldeias) que não têm acesso à escola, queremos cursos nocturnos através da biblioteca, porque os livros põem as pessoas na Escola.

 

Martinho Mendes

Eu, Martinho Mendes, Director do Liceu Daniel Brottier, agradeço muito à Direcção desta Escola, comissão de gestão, Missão Católica local e povo de Calequisse em geral, que aceitaram abraçar o projecto e iniciaram a obra com seus recursos internos. Agradeço também a entidade financiadora, por ter feito um grande esforço de nos ajudar a concretizar este grande projecto. Peço também à mesma entidade financiadora para aumentarem os seus apoios a este projecto, o povo de Calequisse está com grande vontade de ver o fim e vai contribuir para o desenvolvimento do sistema educativo da nossa região.

FOTOS DA ENTREGA DOS PRESENTES – GUINÉ-BISSAU 2007


CABO-VERDE | Livros Escolares

 

Presente Solidário 2007 para Cabo-Verde749 PRESENTES ANGARIADOS

PARCEIRO NO TERRENO | Padres Salesianos

A Campanha Presentes Solidários 2007 conseguiu angariar um total de 749 conjuntos de 3 livros para equipar as bibliotecas das escolas deste país a cargo dos Padres Salesianos. Esta congregação que tem um forte dinamismo na área da educação procura também promover o desenvolvimento deste país lusófono através de uma forte aposta na educação.

Estes livros angariados pela Campanha são assim uma aposta no futuro.

 

Os alunos do 6º ano, Turma 18

Foi com muita alegria e prazer que recebemos a vossa oferta em livros e materiais escolares e que em boa hora veio servir-nos a todos, especialmente os mais necessitados. Assim, nós, alunos da Turma 18 do 6º ano da Escola Salesiana, queríamos agradecer-vos do fundo do coração, o vosso bonito gesto que para nós foi muito útil e importante. Também gostaríamos de vos expressar o nosso reconhecimento pela vossa preocupação em partilhar connosco aquilo que vocês têm, em nome da amizade e solidariedade. Continuem ajudando os que têm menos que sereis recompensados pelas bênçãos do Senhor. Queiram aceitar os nossos cumprimentos e agradecimentos e que tenham muito sucesso.

 

Pe. Gonçalo Manuel Carlos

A Direcção da Escola Salesiana de Artes e Ofícios em São Vicente agradece profundamente este gesto de solidariedade e de partilha e formula os melhores votos de felicidades a todos quantos participaram nesta iniciativa meritória. Uma vez que o número de livros oferecidos para a Biblioteca ultrapassou as nossas expectativas, foram igualmente adquiridas sebentas que foram entregues a alunos da Escola. Queira Deus que as nossas crianças e outras do nosso entorno possam continuar a beneficiar dessa ajuda solidária para poderem crescer como, dizia D. Bosco, bons cristãos e honestos cidadãos.

FOTOS DA ENTREGA DOS PRESENTES – CABO-VERDE 2007


MOÇAMBIQUE | Jogo de Panelas

 

Presente Solidário 2007 para Moçambique567 PRESENTES ANGARIADOS

PARCEIRO NO TERRENO | Padres Dehonianos

Os 567 jogos de panelas (constituídos por 3 panelas cada) foram entregues pelos Padres Dehonianos às comunidades de Quelimane, em Moçambique. Muitas vezes pensamos que ter comida é suficiente para sobreviver. No entanto, muitas famílias em Moçambique não têm possibilidades económicas de ter o necessário para cozinhar.

Estas panelas permitiram que famílias inteiras se alimentem com mais qualidade, e com isso ter uma vida mais saudável.

 

Pe. Gabriel Bedosti e Pe. Aldo Marchesini

Caríssimos amigos,

Cada dia para mim é sempre um encontro novo, com as coisas simples e bonitas destas pessoas, mas também um encontro sempre novo com os sofrimentos destes irmãos e irmãs, sempre novo porque, se os problemas são os mesmos, diferente é o coração, diferente é o olhar, diferente é a mão estendida com esperança.

Depois do tempo das chuvas, mais pessoas chegam pedindo uma ajuda para reconstruir a casa, ou só refazer o tecto. Neste ano foram mais de 100 aquelas que conseguimos apoiar, mas são tantas que ficam em espera. … Todos os dias encontro pessoas que repetem: ”Padre tenho fome, à noite não jantámos” e, fitando nos seus olhos, compreendo que não é uma mentira. São mais de 200 as famílias que recebem um subsídio mensal para uma ajuda alimentar, através do fundo de combate à SIDA ou de outros fundos de apoio à Saúde que gerimos. E tantas outras ajudas ocasionais…….

Nestes dois anos, porém, apareceu uma nova e triste realidade: aumentaram de uma maneira incrível os roubos nas palhotas, nas casas dos pobres, onde se encontram poucas coisas: panelas, pratos, copos e mantas: pobres que roubam a outros pobres… Então, ainda impressiona mais quando oferecemos um pouco de farinha ou de arroz e ouvimos: “Padre, não tenho panelas para cozinhar e pratos para comer.” Ou “Padre a nossa panela está furada”…

Graças à vossa generosidade, pudemos ir ao encontro destas famílias com as panelas oferecidas pela campanha Presentes Solidários 2007, naturalmente verificando antes a verdade dos pedidos e depois controlando se vão vender as coisas oferecidas, porque pela miséria ou por outras necessidades reais, isto acontece, e é difícil condenar. Ver o sorriso alegre de cinco ou seis crianças e aquele digno da mãe (o pai chega só depois para comer!) é uma satisfação imensa, que as fotografias não podem revelar…!

O nosso obrigado por tudo!

FOTOS DA ENTREGA DOS PRESENTES – MOÇAMBIQUE 2007


BRASIL | DEPÓSITO DE ÁGUA

 

Presente Solidário 2007 para o Brasil184 PRESENTES ANGARIADOS

PARCEIRO NO TERRENO | Missionários Espiritanos

A água é um bem cada vez mais escasso. Na floresta da Amazónia a situação é preocupante: sem possibilidades de armazenamento de água, as populações são obrigadas a retirar a água do rio, que não é potável, e ficam sujeitas a muitas doenças.

Os 184 depósitos de água angariados pela Campanha Presentes Solidários 2007 permitiram a inúmeras famílias captar a água das chuvas e armazenar a pouca água canalizada que chega, diminuindo assim o risco de doenças.

 

D. Mário Clemente Neto

Caros Amigos da Campanha Presentes Solidários 2007,

Agradecemos de coração a vossa iniciativa para apoiar o nosso povo. É algo realmente bonito que fez um bem enorme às pessoas necessitadas da nossa região. Os benefícios foram muito além do presente concreto – os depósitos de água – pois ajudaram a despertar nas pessoas e comunidades o sentimento de que precisamos de nos abrir aos problemas dos outros e ajudar, mesmo os que estão longe e nem conhecemos. Usei muitas vezes este vosso exemplo ao reflectir com as pessoas e comunidades, como se pode em momentos de alegria com os nossos familiares, como no Natal e passagem de ano, fazer um pouquinho de esforço e lembrar-nos dos que estão em situação difícil.

Quando sugerimos a oferta de depósitos de água, no contexto da campanha Presentes Solidários 2007, levámos em conta o grande problema pelo qual passam moradores de um bairro novo da nossa cidade de Fonte Boa, chamado Vila Martinho. Eram pessoas recém-chegadas à cidade, na maioria vindas do interior. As autoridades ofereceram um pequeno terreno para construírem a casa e mais nada. Faltava calcetar ruas, electricidade, material para a construção, transporte para o centro, escola, mas principalmente água… A população ia buscá-la a um pequeno curso de água que secava quando havia alguns dias de sol e era contaminada inclusive por um depósito de lixo da cidade. Dependiam de apanhá-la da chuva, mas não tinham depósito para isso. Por isso pensamos que seria um óptimo presente, como de facto foi! Agora já há um poço feito pela administração municipal, mas só isso. Sem os depósitos de água não teriam nenhum reservatório e por isso dependem deles.

Como o presente que enviaram foi muito maior do que o esperado, estendemos a campanha para um bairro vizinho chamado Baré em condições semelhantes. Depois pensámos nas comunidades do interior, na beira dos rios de várzeas onde as águas são barrentas ou pouco convenientes para beber e por isso dependem de armazenar água da chuva. Têm também um problema de armazenar a farinha para o tempo do alagamento anual e os depósitos podem ser muito úteis para isso. Escolhemos, então, duas regiões mais afastadas da paróquia: os rios Mineruá e Auati-paraná de Cima. Estão aproximadamente a 20 horas de viagem de Fonte Boa. Isto ocasiona muitas dificuldades como: despesas altas para deslocação à cidade, dificuldade para atendimento no apoio à saúde e custo do transporte de produtos para a venda.

Adoptámos critérios para a distribuição, para ser justa e não causar descontentamentos, principalmente o seguinte: receberam depósitos somente as famílias que não tivessem nenhum outro recipiente para recolher água; seria feito um sorteio entres as famílias nestas condições; não seria feita nenhuma distinção entre famílias católicas ou não. A quantidade de depósitos foi proporcional ao número de famílias de cada comunidade.

Outro critério que adoptámos foi enviar cerca de metade dos depósitos para o interior e a outra metade para os bairros da cidade. Assim destinamos também 10 depósitos para cinco bairros da cidade, sendo sempre feita a escolha das famílias mais necessitadas e o sorteio a cargo da direcção do bairro. Como se percebe, procurámos valorizar o mais possível o presente oferecido, distribuindo pelos mais necessitados e com critérios justos e, sobretudo evitando o grande perigo de ressentimentos. Graças a Deus correu tudo bem.

Por fim, para a compra dos depósitos passamos por muitas dificuldades, mas fizemos um bom esforço até conseguir um material bom e forte. Participei pessoalmente também nesta fase. Pagámos o transporte de Manaus – Fonte Boa (1.000 Km), do porto para a cidade, distribuição e demais despesas. Termino agradecendo a FEC e a todos os doadores e dando nosso incentivo para continuarem com esforços semelhantes!

FOTOS DA ENTREGA DOS PRESENTES – BRASIL 2007


SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE | Bata escolar

 

Presente Solidário 2007 para São Tomé e Príncipe528 PRESENTES ANGARIADOS

PARCEIRO NO TERRENO | Diocese de São Tomé e Príncipe

Em São Tomé e Príncipe, a Diocese tem a funcionar centros de acolhimento de meninas abandonadas pelos pais, pois estes morreram ou simplesmente não têm condições económicas para as sustentar.

As 528 batas angariadas pela Campanha Presentes Solidárias 2007, permitem-lhes vestir-se dignamente e usar algo que as torna iguais às outras crianças com quem convivem na escola e no dia-a-dia.

 

Dom Manuel António dos Santos

Quando nos questionaram que tipo de presente solidário se poderia pensar para São Tomé e Príncipe, no âmbito da campanha Presentes Solidários 2007, achei que seria óptimo se pudéssemos oferecer uma centena de batas a algumas crianças mais carenciadas.

Falei com a Ir. Lúcia, das Irmãs Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição e ela achou uma óptima ideia, propondo que a “Cooperativa de Costura”, que funciona na localidade das Neves em instalações destas Irmãs, confeccionasse estes “presentes”. Assim, não apenas beneficiaríamos as crianças, mas dávamos também trabalho às pessoas da cooperativa de costura. Aceitou-se a proposta, e quando nos informaram da verba que se tinha conseguido, comprou-se o pano e confeccionaram-se as mais de 500 batas oferecidas, para crianças da Primária e da Secundária. Estas foram distribuídas pelas Escolas de Neves, Angolares e Guadalupe.

Da minha parte, agradeço a todos os que tornaram possível ver um sorriso desenhado no rosto das crianças contempladas. Certamente que o melhor presente é aquele que para além de ajudar a minorar necessidades daqueles que são contemplados com o mesmo, contribuiu também para o desenvolvimento social ao permitir dar trabalho às pessoas que os confeccionam, como aconteceu com este caso.

Obrigado à FEC pela iniciativa e obrigado a quantos quiseram ajudar uma criança de São Tomé a ir para a Escola mais dignamente apresentada.

 

O aluno Paulo Jorge Neto Quaresma

Senhor Bispo da Diocese de São Tomé, venho, em nome dos alunos beneficiados com o uniforme na Escola Básica de Neves, agradecer este gesto.

 

O aluno Maud-zito da Cruz Fernandes

Reverendíssimo Senhor Bispo da Diocese de São Tomé, Saudações! Venho, em nome dos alunos beneficiados da Escola Secundária de Neves, agradecer ao Senhor Bispo pela oferta de uniformes que foi feita aos alunos desta Escola. Agradecemos ainda o ter escolhido a nossa Escola para a realização desta oferta. Nosso muito obrigado, Senhor Bispo!

FOTOS DA ENTREGA DOS PRESENTES – SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE 2007


TIMOR-LESTE | Kit de Higiene

 

Presente Solidário 2007 para Timor-Leste298 PRESENTES ANGARIADOS

PARCEIRO NO TERRENO | Irmãos de São João de Deus

Uma das mais novas nações do mundo é também uma das mais carenciadas. Uma das necessidades que tem sido apontada como importante diz respeito a acções de sensibilização da área da Educação para a Saúde.

Estes 298 kit’s de higiene angariados pela Campanha Presentes Solidários 2007 são assim um óptimo instrumento para a prevenção e combate de doenças, proporcionando melhores condições de vida aos timorenses.

 

Daniela Costa

Os kits de higiene referentes à campanha Presentes Solidários 2007 foram entregues no âmbito de acções de formação do Projecto EduSáude (projecto de educação para a saúde), na abordagem do tema da higiene, servindo inclusivamente para demonstrações práticas de higiene oral e pessoal. Foram distribuídos às mães que participassem em pelo menos 4 acções de sensibilização no Centro de Saúde de Laclubar (distrito de Manatuto, Diocese de Baucau) e que, consequentemente, se deslocassem a pelo menos quatro consultas materno-infantis no Centro de Saúde e tivessem um parto com assistência de técnicos de saúde. Os primeiros kits foram entregues no mês de Março.

Atingiu-se, assim, um duplo objectivo. Por um lado, as mães são sensibilizadas para a importância dos cuidados de higiene e saúde às crianças, sendo-lhes dados meios para aplicarem os conhecimentos adquiridos e, por outro, incentiva-se a deslocação ao Centro de Saúde para acompanhamento pré-natal, no parto e durante a infância dos filhos. Além de se continuar a desenvolver esta actividade ao longo do ano, foram ainda distribuídos kits de higiene aos participantes da acção de sensibilização durante a realização da Semana da Saúde, que contemplou acções em diferentes escolas e junto da população, abrangendo também outras localidades.

FOTOS DA ENTREGA DOS PRESENTES – TIMOR-LESTE 2007

RESULTADOS 2016

SIGA-NOS NO FACEBOOK